Dicas para ser um bom síndico

Dicas para ser um bom síndico

O síndico é figura importante em qualquer condomínio. É ele quem promove a interação e manutenção do bom relacionamento entre os condôminos, bem como fiscaliza o cumprimento das regras, tanto dentro dos apartamentos, quanto em áreas de convivência. Mas, não é uma tarefa fácil ser um bom síndico. Essa função envolve conhecimentos e atividades de vários âmbitos: técnico, jurídico, administrativo e, principalmente, humano. Todas as decisões e atividades do condomínio devem passar pelo síndico que, além de um mediador entre as opiniões divergentes dos condôminos, deverá pensar em soluções que mantenham todas as áreas do condomínio funcionando em harmonia.

Se você deseja ser um bom síndico, reconhecido e valorizado em seu condomínio, a Whitening te ajuda. Preparamos esse artigo para explicar as principais atividades dos síndicos e algumas dicas, para que você saiba o que precisa fazer para se tornar um bom síndico. Confira!

Principais tarefas dos síndicos

Ser um bom síndico envolve, principalmente, cumprir com maestria todas as tarefas que lhe são devidas. O Artigo 1348 do Código Civil, Lei 10.406 de 2002 estabelece quais são as atividades de competência do síndico. A seguir, separamos 5 das principais tarefas atribuídas aos síndicos, para que você se dedique o máximo a elas e consiga tornar a sua vida e dos condôminos muito mais simples e harmoniosa.

1- Administração financeira de condomínio

É dever do síndico estabelecer a previsão orçamentária do condomínio, levando em conta a inflação e reajustes salariais dos funcionários. Ser um bom síndico envolve prestar conta de todos os gastos realizados com o dinheiro pago pelos condôminos e, por isso, é fundamental exigir e arquivar todas as notas fiscais e comprovantes de compras ou serviços contratados. Também cabe ao síndico cobrar as taxas condominiais e providenciar a terceirização de serviços para o condomínio, seja de limpeza ou administração das finanças. Vale lembrar que todos os serviços contratados devem ser aprovados pelos condôminos, em assembleia.

2- Cuidado com a manutenção e infraestrutura

É de competência do síndico cuidar da manutenção e infraestrutura do condomínio, tanto das áreas comuns quanto das residências dos condôminos. Para ser um bom síndico, é preciso cuidar para que todas as estruturas do condomínio estejam funcionando bem e providenciar o devido reparo caso haja algum problema.

3- Manter a ordem e a organização

Cabe ao síndico zelar pela ordem, cumprimento das leis e dos regimentos internos por todos os condôminos e visitantes. Também é fundamental que o síndico valorize a organização, tanto do aspecto geral do condomínio, quanto de documentações que envolvem o dia a dia da administração e do funcionamento geral de todos os setores condominiais.

4- Receber e resolver as demandas dos condôminos

O síndico é o responsável por ouvir e, se possível, atender a todas as reclamações, sugestões e problemas dos condôminos com relação ao funcionamento das estruturas do condomínio. É ele o responsável por resolver, por exemplo, questões envolvendo vagas de garagem, uso das áreas comuns e problemas com barulho que venham a causar desentendimento entre os vizinhos. Como dissemos, ser um bom síndico é agir como um mediador, que entende e resolve situações delicadas entre os condôminos.

5- Convocar assembleias para decisões importantes

Todas as decisões importantes envolvendo o condomínio devem ser decididas em conjunto com os condôminos. Para isso, cabe ao síndico convocar assembleias nas quais essas questões serão discutidas e a melhor solução será definida. Não é possível ser um bom síndico quando se é autoritário e se toma providências sem que os demais envolvidos sejam consultados. Na verdade, decidir questões importantes sem o parecer dos condôminos, principalmente quando há custos envolvidos, é contra a lei que regulamenta o trabalho dos síndicos.

6 dicas para ser um bom síndico

Agora que você já sabe quais são as principais atribuições do síndico, preparamos 6 dias para que você consiga ser um bom síndico, cumprir bem as suas tarefas e manter o condomínio funcionando bem.

Estude a legislação

Todas as atitudes tomadas pelo síndico devem estar fundamentadas na lei e no Estatuto do condomínio que, aliás, deve ser bem divulgado para os condôminos. Sendo assim, para ser um bom síndico e não tomar decisões equivocadas, que possam comprometer a sua gestão e o bom funcionamento do condomínio, estude as leis estaduais e municipais que regem as regras condominiais e, principalmente, o Código Civil, estabelecido em 2002 e que conta com 27 artigos sobre a vida em condomínio.

Mantenha um bom relacionamento com os condôminos

É importante que os condôminos vejam no síndico alguém com quem eles podem contar. Mas, é preciso manter a relação profissional, pelo menos enquanto exerce a sua função. Trate a todos os condôminos com cortesia, simpatia e profissionalismo. Evite conversas paralelas, principalmente que envolvam outras pessoas, para evitar problemas de fofocas e mal entendidos. Todos os condôminos devem ser tratados da mesma forma, afinal, contribuem da mesma maneira para o bom funcionamento do condomínio.

Divida as funções e as responsabilidades

Para ser um bom síndico é muito importante, além de realizar com destreza as tarefas que são de sua responsabilidade, reconhecer os seus limites e reconhecer que precisa de ajuda. Por isso, divida as tarefas que não precisam ser realizadas exclusivamente por você. Estimule a criação de comissões de condôminos para determinados assuntos, como obras, segurança e lazer. Dessa forma, a segurança fará uma triagem das informações, como orçamento e levantamento de materiais, por exemplo, tornando muito mais fácil a sua tarefa de requisitar a aprovação da assembleia.

Maneiras de ser um bom síndico

Não seja autoritário

É possível ser um bom síndico, que represente autoridade, sem ser autoritário. Não ser uma pessoa inflexível e querer impor sempre as suas vontades pode causar mais descontentamento do que estabelecer a ordem. Por isso, busque ouvir todas as partes e tente encontrar soluções que sejam viáveis para todos os condôminos. Nunca se esqueça de que não é o síndico quem cria as regras, ele apenas as executa.

Separe a vida pessoal da função

Antes de ser síndico, você deve se lembrar de que possui uma vida pessoal, uma família e tem os próprios compromissos fora do condomínio. Sendo assim, estabeleça horários de atuação e os deixe bem claro a todos os condôminos e durante as assembleias. Uma boa estratégia é deixar o porteiro ciente de que não deve interfonar diretamente para a sua residência para relatar os acontecidos e disponibilizar um livro de reclamações, que é onde as queixas e reclamações devem ser escritas e repassadas.

Terceirize os serviços

A terceirização de mão de obra é a melhor maneira de garantir que os serviços no condomínio serão realizados de maneira correta. Existem empresas que prestam serviços, inclusive, de administração condominial e contabilidade, que podem te ajudar a ser um bom síndico e manter todas as contas do condomínio em ordem e transparentes. Além disso, uma empresa de limpeza e conservação possui uma equipe preparada para deixar o condomínio sempre em perfeito estado, sem que você precise se preocupar com os direitos trabalhistas e demais burocracias que envolvem a contratação de funcionários.

Se você deseja ser um bom síndico, que preza pela boa realização dos serviços de limpeza e conservação do condomínio, conte com a Whitening! Somos uma firma de limpeza que conta com profissionais capacitados e treinados para deixar o seu condomínio sempre limpo e conservado.